5 boas práticas para produção de um vídeo institucional

Considerado como uma das formas mais eficientes para apresentar a infraestrutura, os valores e até mesmo a história de uma empresa, o vídeo institucional — ou como também é conhecido, vídeo corporativo — é um formato muito tradicional e está cada vez mais presente no mercado.

É muito comum que esse tipo de material seja divulgado nas redes sociais, em sites, eventos empresariais e também dentro da própria organização, com o intuito de motivar os colaboradores ou prospectar investidores, parceiros e clientes.

Considerando que esse formato de conteúdo tem grande utilidade para as ações de marketing da empresa, é preciso tomar certos cuidados na hora de sua realização. Pensando nisso, separamos as melhores práticas para realizar a produção de um vídeo institucional. Continue a leitura para conferir!

1. Defina um objetivo e planeje-se

O primeiro passo é estabelecer o objetivo do vídeo corporativo, pois ele servirá como parâmetro para todas as próximas etapas. Para isso, tenha em mente o que você pretende fazer com esse vídeo. Abaixo, listamos algumas opções que podem te nortear:

  • apresentar sua marca ao mercado;
  • divulgar um produto ou serviço novo para os consumidores;
  • fortalecer a imagem do negócio;
  • conquistar novos parceiros ou investidores.

O importante é definir um objetivo central, dedicar toda a comunicação e estabelecer a linguagem do material, pois essa será a base para estipular outros aspectos relevantes em seu planejamento, como verba, disponibilidade de tempo para a produção, mídias em que ele será divulgado.

Procure trabalhar sempre seguindo um roteiro, já que isso facilitará não somente o seu trabalho, mas também permitirá que a equipe criativa de colaboradores envolvida tenha um entendimento mais amplo de todo o projeto.

2. Sintetize a mensagem do vídeo institucional

Muitas empresas cometem o erro de criar conteúdos que mais se assemelham a um curso de graduação ou a um documentário do que com um vídeo corporativo de curta duração. O que queremos dizer é que passar muitas mensagens em um único material apenas dificultará o entendimento do seu espectador.

Procure sintetizar a mensagem do vídeo, focando em uma ideia central. Caso seja necessário trabalhar mais ideias, não passe de três, afinal, a simplicidade e a linguagem objetiva são as principais características de uma narrativa de qualidade. Resumindo, a mensagem deve ser curta e de fácil memorização.

Se o seu plano é criar vídeos com conteúdos mais complexos e com maior duração, nossa sugestão é que você repense a sua estratégia como um todo, pois o foco do vídeo institucional é gerar comunicação e engajamento entre a empresa e o mercado — através de uma perspectiva ampla —, mostrando sua cultura, visão global e os seus valores.

Nesse contexto, a dica é estabelecer uma área para a criação de conteúdos específicos mais longos e que sejam voltados para, por exemplo, o treinamento de colaboradores ou implementação de novas visões dentro da empresa, entre outros aspectos.

Veja um exemplo de vídeo institucional produzido por nós.

3. Utilize uma linguagem adequada ao público-alvo

A linguagem que será utilizada em toda a produção do vídeo institucional deve se relacionar com o público-alvo. Por exemplo, se a sua empresa também atende a mercados estrangeiros, é interessante produzir uma peça na língua nativa dos clientes e com um formato personalizado à sua cultura.

Atualmente, os empreendimentos têm apostado na propagação de cases de sucesso e storytelling mostrando parcerias entre clientes de longa data, convidando-os a fazer parte da história da marca. Caso consiga transmitir esse conceito, seu material irá muito além do tradicional “o que somos, o que fazemos e onde estamos”. Inovação é a palavra-chave para uma comunicação atualizada e eficiente.

O consumidor moderno se sente muito mais valorizado quando uma marca cria laços e estreita o seu relacionamento com os clientes. A prova disso é o quanto as grandes corporações e empresas dos mais variados segmentos do mercado têm investido em uma comunicação interpessoal e humanizada com seu público, por meio das mídias digitais.

4. Produza um conteúdo atrativo

Certamente, você já teve o desprazer de assistir a uma aula exaustiva e tediosa, seja na faculdade ou até mesmo na época de escola. Pois bem, o problema de muitos vídeos institucionais é que eles são cansativos, falam demais e não dizem muita coisa, falhando na missão de transmitir a mensagem.

Existem diversos motivos que causam isso, mas os principais geralmente são: excesso de informação em pouco espaço de tempo ou pouca informação em mais tempo do que o necessário.

A sensação que o espectador tem ao ver um vídeo institucional desse tipo é a de que sabe menos ainda sobre o produto, serviço ou empresa que “acabou de conhecer”. Portanto, é imprescindível abordar as informações da forma correta.

A premissa é produzir um conteúdo atrativo e, para isso, você pode contar com inúmeras ideias e práticas que o ajudarão a alcançar esse objetivo, tais como:

  • reúna a equipe de colaboradores criativos;
  • ouça as ideias de cada integrante antes do início do desenvolvimento;
  • assista a vídeos institucionais de seus concorrentes para expandir sua perspectiva do mercado;
  • utilize uma linguagem menos “engessada”, mas que se comunique de maneira efetiva com seu público-alvo.

5. Conte com o auxílio de profissionais qualificados

Para finalizarmos a nossa lista de boas práticas para a produção de um vídeo institucional, não poderíamos deixar de citar a importância de se poder contar com a ajuda profissionais altamente qualificados no mercado.

Uma produtora de conteúdos audiovisuais de qualidade não é um mero luxo nesse processo, pois essa parceria assegurará que o resultado final de seu vídeo corporativo não seja um conteúdo de três minutos, com edição amadora, frases motivacionais e imagens ao fundo, mas uma narrativa persuasiva, forte e consistente.

Profissionais da área de comunicação — qualificados e experientes — podem fazer toda a diferença, ajudando a traduzir as necessidades de seu negócio e a eliminar aspectos que podem enfraquecer o material, desde as primeiras etapas do projeto.

Vale lembrar, ainda, que um vídeo institucional é uma ferramenta atemporal. Ou seja, é produzido para ser utilizado pela empresa por muito tempo. Basicamente, é um investimento com ótimo custo-benefício e alto índice de retorno.

E então, ainda tem alguma dúvida sobre as boas práticas para produção de um vídeo institucional? Tem alguma experiência ou dica que queira compartilhar? Aproveite os comentários para deixar a sua opinião!

0 comentário em “5 boas práticas para produção de um vídeo institucional

Deixe uma resposta