Olive Tree Filmes

Introdução

Checklist Para Fazer uma Live Segura

Checklist Para Fazer uma Live Segura

As lives são excelentes recursos, principalmente se você quer divulgar a sua marca ou mesmo alimentar a sua base de fãs. Mas esse tipo de formato tem uma demanda muito alta, tanto para a sua internet, quanto para seus aparelhos e sua rede elétrica.

A infraestrutura que você possui vai ditar o quanto a sua live estará segura, tanto para a empresa, quanto para a manutenção de sua audiência.

Pensando nisso, separamos os três principais pilares que devem estar na sua lista, a fim de fazer uma transmissão ao vivo, da forma mais segura possível.

1- Rede elétrica com redundância

A energia elétrica, que tem seu início na usina e é repassada por inúmeros servidores, é um dos pilares que vamos falar. É comum no meio de todo o processo, de sua origem até chegar em sua casa/estúdio/trabalho, acontecer algum tipo de falha.

O resultado de tudo isso é uma indisponibilidade momentânea da sua rede elétrica.

É nesse momento que entra a importância de se ter uma redundância nela, com o objetivo de suprir eventuais quedas, gerando mais estabilidade e dando mais segurança para todos os envolvidos.

Portanto, se possível, faça uso de um gerador e de um sistema de nobreak, que vão te ajudar a controlar melhor estas instabilidades.

2- Internet com redundância

Assim como no tópico anterior, notamos com certa frequência, um certo número de falhas é notado no sistema referente à internet, o que torna a redundância dele necessária, também com a ideia de ganhar uma maior estabilidade e continuidade dos serviços.

Para evitar esse tipo de falha, que pode comprometer seriamente o sucesso de sua live, você deve adotar uma estratégia de prevenção, a fim de se restabelecer prontamente, quando o problema acontecer.

Um bom jeito de atingir essa excelência, é possuir mais de um fornecedor, fazendo um substituir o outro automaticamente, quando houver uma indisponibilidade.

3- Redundância de aparelhos

Aqui estamos falando diretamente do que usamos para fazer a transmissão, como as câmeras e os microfones. É importante ter mais de uma opção para ambos, tanto para dar um ar mais dinâmico à transmissão, quanto para o caso de algum parar de funcionar.

Mesmo com a internet e a energia funcionando da melhor forma possível, pode acontecer de algo sair do previsto, o que faz da redundância um recurso muito útil, dando tempo hábil para que a produção corra atrás de uma solução definitiva para a situação.

Mesmo quando estamos falando de um programa de perguntas e respostas, por exemplo, é possível realizar adequadamente todo o cronograma, no caso de uma câmera ou microfone falhar, algo que não seria possível, se o programa for dependente de apenas um aparelho.

Com todos os pontos levantados acima, podemos concluir que, para ter uma live segura, você vai precisar investir em uma infraestrutura, para que os imprevistos não tenham um impacto definitivo na qualidade da transmissão.

Investir em uma energia elétrica mais segura, um serviço de internet de maior qualidade e em mais opções de aparelhos, são pilares muito importantes para se ter uma boa qualidade.

Acesse o nosso site e veja mais sobre os nossos serviços.

Artigos Relacionados

0 comentário em “Checklist Para Fazer uma Live Segura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *