Tipos de Microfones: Saiba como escolher o microfone ideal e transmitir um áudio de qualidade

Olá, seja bem vindo ao Go-Live, eu sou Silas Oliveira.

Hoje iremos falar sobre os diferentes tipos de microfones.

Você acaba de realizar a sua primeira transmissão ao vivo pela internet. É claro você teve todo o cuidado em relação a cada etapa necessária para realizar uma transmissão de sucesso. Porém, você começa a receber alguns feedbacks do público. Esses feedbacks não são tão bons como você esperava. Algumas reclamações são relacionadas à qualidade do áudio, algumas pessoas reclamam do volume, outras reclamam do eco. Como ter certeza de que você extraiu 100% da qualidade do seu microfone? Ou até mesmo fez a escolha mais adequada para essa situação?

No início da minha carreira com transmissões ao vivo pela internet, por volta mais ou menos do ano de 2007, eu comecei a fazer algumas transmissões utilizando o próprio microfone embutido na câmera. Comecei a receber alguns feedbacks, que me deixaram um pouco desanimado com relação à transmissão com microfone da câmera. As pessoas reclamavam da distância da voz, de eco, reclamavam de um som pouco embolado. E aí, o comprei um microfone, a Shotgun, para ter uma melhor qualidade.

Porém, ainda assim, eu recebi alguns comentários negativos, que me fez parar e pensar sobre essa situação. Onde é que eu estava errando? Foi aí, então, que percebi que a distância que eu estava do locutor, era uma distância um pouco grande. E também, a sala tinha um ambiente despreparado para utilização de um microfone Shotgun.

Após fazer alguns testes, e estudar mais a respeito disso, cheguei então a conclusão de que, o melhor microfone para eu utilizar naquele momento, naquele cenário, naquele ambiente, era um microfone de lapela. Foi quando eu entendi que, para cada situação, é necessário um microfone específico. Conhecendo os tipos de microfones existentes e suas principais características, você passa a tomar a sempre a melhor decisão em suas transmissões.

Optar pela escolha correta do microfone, é muito importante e te auxiliará na narrativa, ou melhor, na transmissão do seu conteúdo, e vai garantir uma boa qualidade de áudio na sua transmissão ao vivo. Para isso, é necessário que você entenda o funcionamento de cada categoria de microfone, para que você possa analisar e decidir qual o microfone você irá usar.

Como você pode perceber, os tipos de microfones são divididos em três principais categorias, conforme a sua área de sensibilidade de captação: omnidirecional,
bidirecional e cardióide. Dentro de cada dessas categorias, existe uma diversidade de subcategorias. Assim, vou falar aqui sobre os principais tipos de
microfones utilizados em transmissões ao vivo. Inclusive, o microfone condensador, geralmente utilizado em podcast e canais do youtube.

Microfone de Mão

Vamos começar com o microfone de mão, bom exemplo dentre os tipos de microfones cardióide. Esse microfone pode ser utilizado nos seguintes cenários: debates, palestras, entrevistas e apresentações musicais.

Então, quando você utiliza esse tipo de microfone em uma transmissão, é um microfone bastante versátil, traz uma boa qualidade de áudio, os positivos são: a  versatilidade. Você pode utilizar esse microfone em diversas situações. Tem também a limitação de captação de ruídos externos. Quando você está utilizando o microfone de mão, ele vai estar sempre próximo fisicamente. Está próximo a boca, e você diminui a sensibilidade no volume, e isso evita a captação, limita a captação de ruídos externos. para isso ele é muito bom!

Outro ponto, é que este microfone tem um valor mais acessível. Então você pode adquirir ele com maior facilidade. Mas ao ponto negativo, podemos ressaltar a questão estética. Afinal, é um microfone que sempre estará aparente. De repente, é uma situação onde você não quer que microfone fica aparente. Mas esse microfone chama
bastante atenção, porque está sempre a próxima ao rosto, a roupa da pessoa. Então esteticamente, às vezes, ele não é o microfone mais adequado. Outra questão, também é a limitação dos movimentos. Se você tem um palestrante que gosta de utilizar bastante as mãos, e está sempre em movimento, ou precisa segurar algum objeto, não é a melhor opção. O que nós podemos ressaltar, é a questão dos ruídos que são transmitidos através dos movimentos das mãos, quando a pessoa não está acostumado a utilizar esse tipo de microfone.

Imagine um entrevistado que vai segurar. De repente no nervoso, de estar sendo entrevistado a primeira vez, diante das câmeras, ele pode transmitir o ruído das mãos humanas ao manusear o microfone, isso é um ponto negativo. Ou também, quando a pessoa está próxima demais ao microfone, e começa a colocá-lo muito próximo a boca, isso tudo é prejudicial. Essa questão do manuseio é complicada. Se a pessoa não sabe colocar a distância correta, ela vai acabar soprando a cápsula do microfone e vai trazer um ruído desagradável.

Microfone Auricular

O microfone auricular é o mais adequado para o cenário de palestras e apresentações artísticas. Imagine que você tem um palestrante que realmente gosta das mãos livres e gosta de gesticular, ou segure algum objeto para auxiliar na sua na transmissão de conteúdo. É um microfone muito bom, porque permite realmente essa liberdade ao seu palestrante.

Outro ponto positivo, é a proximidade que ele está da boca. E isso vai impedir, vai limitando, a captação de ruídos externos. Um exemplo disso, é a captação de eco ou ruído do ambiente. Então é muito bom, por conta disso, que está muito próximo da boca. Outro ponto positivo desse microfone, é a questão estética. Um microfone de mão, por exemplo, vai estar muito aparente. Já esse tipo de microfone, eu recomendo sempre que a pessoa utilize um que esteja bem próximo a cor da pele. Como esses dias atrás, eu vi um exemplo de um palestrante, que ele tinha o microfone auricular preto, e ele tinha barba preta bem escura. O microfone ficou praticamente invisível. É bom sempre procurar adequar a cor correta, com o tom de pele. Para a estética, é um ponto positivo, quando se faz isso corretamente.

Um ponto negativo deste microfone, é a questão da equalização. Por ser um microfone, de certa forma, sensível para trazer uma qualidade boa da voz, um ambiente onde tem PAs, caixas de som, monitores no chão do palco, traz um pouco de dificuldade para o técnico de som poder equalizar e ajustar este microfone. Então, esse é um ponto negativo em relação a este microfone. É um microfone que requer bastante conhecimento de áudio, para poder ajustá-lo corretamente.

Shotgun

O próximo, é um mini Shotgun. Um microfone direcional, que pode ser utilizado nos seguintes cenários: depoimentos, concertos, webinários. O ponto positivo a respeito desse microfone, é a praticidade. Você pode colocá-lo em na arte de cima, na sapata da sua câmera, e ligá-lo direto a sua câmera. É uma praticidade que permite você fazer gravações de webinários, coisas que envolvem uma pessoa, ou talvez uma captação de um de um evento, por exemplo, uma orquestra. Algo assim, que você precisa captar um som do ambiente.

Também é muito bom para uma cobertura de um evento, seja a inauguração de uma loja, talvez seja um depoimento que você está captando ali na hora da pessoa estar saindo do evento. Você precisa capitar o que a pessoa achou deste evento, captar esse depoimento sem você ter que microfonar a pessoa, colocar o microfone lapela ou colocar um microfone auricular. É um microfone prático.

Também tem a questão da distância. Um bom microfone Shotgun, um bom microfone direcional, vai te permitir fazer uma captação também a distância. Não sei se você já reparou, em jogos de futebol mesmo com o estádio lotado, com todo aqueles torcedores, tanta gente, e mesmo assim, a transmissão consegue captar o barulho do pé do jogador de futebol batendo na bola. Isso é porque eles estão utilizando o microfone direcional, o microfone Shotgun, que tem esse ponto positivo de captar som a
uma distância longa. Então, esse tipo de microfone é muito bom em relação a isso.

Outro ponto positivo em relação a esses tipos de microfones, é a contação de história, o storytelling. No caso do cinema, por exemplo, esse microfone é o tipo mais utilizado, porque aquela história precisa envolver a pessoa. Então, não pode aparecer o microfone. Esse é um microfone discreto, ele não aparece na imagem e nem em seu vídeo, sendo assim adequado a esse tipo de situação, onde você não quer que o microfone esteja aparente.

Um ponto negativo em relação a essa categoria de microfone, é a sensibilidade para captação de ruídos externos, ou talvez um ruído do ambiente, como eco. Se você tem um ambiente que não está acusticamente adequado, preparado e tratado para evitar reverberação, com este microfone, ou melhor, com essa categoria de microfone, você vai acabar captando muito eco. Então, talvez isso seja ruim na sua transmissão online. O uso dele talvez não seja adequado para um ambiente fechado, que tenha reverberação, porque ele vai acabar apitando e vai trazer certo incômodo na sua transmissão do áudio. A pessoa que está acompanhando vai ouvir esse áudio com eco e isso acaba cansando, não é confortável. O ideal é sempre trazer a qualidade e proximidade na captação, ou seja, uma voz que está próxima, perto.

Microfone de Lapela

Microfone de lapela é muito utilizado em entrevistas, debates, aulas, webinários. É muito prático também. O ponto positivo dele, é que deixa as mãos livres, como eu estou utilizando aqui para gravar essa aula. O microfone que deixa as mãos livres, permite que a qualidade seja boa, porque ele tem proximidade a fonte de áudio, que é a
nossa boca. Um dos pontos positivos em relação a essa categoria de microfone, é a sua descrição. Ele não chama muita atenção quando está na camisa, e talvez em alguns momentos você pode até escondê-lo, colocar dentro da camisa e aí é um microfone que não vai estar na imagem. É um microfone que vai auxiliá-lo no envolvimento do seu público.

Microfone Condensador

Por fim, temos o condensador. Esse microfone é bastante adequado para os cenários como: locução, webnário, até um debate. Você coloca um microfone como este no meio da mesa de debate, e ele vai captar ali a voz de todos, porque é um microfone que tem essa facilidade captação. Ponto positivo desse microfone é a qualidade do áudio. A cápsula tem uma sensibilidade muito boa para poder captar diferentes frequências da sua voz. Isso traz um preenchimento maior de captação de voz, então a qualidade é superior às outras categorias.

O ponto negativo a respeito dele, é a questão dos ruídos. Por ele ter alta capacidade de captação de áudio, ele acaba captando junto alguns ruídos. Como por exemplo, se o ambiente tem um barulho de um motor, de uma geladeira, ou talvez, seja um escritório que tem ali atrás trens, caminhões, carros passando. Então ele vai acabar captando isso também. Ou talvez, até mesmo um barulho de um avião passando no momento da a sua transmissão ao vivo.

Tem também a questão da captação do eco do ambiente. Como o Shotgun, esse microfone condensador acaba captando também a reverberação do ambiente. Se o ambiente não estiver adequadamente preparado, a sua acustica não está preparada para diminuir a questão do eco, então ele vai acabar captando esse eco também. Então, é um microfone que requer um certo cuidado em relação acústica do ambiente.

Por último, a dificuldade de transporte. Não é o microfone muito versátil, prático de carregar ou de se colocar no pedestal. É um microfone que requer mais cuidado em relação ao seu transporte. Tem a questão da dificuldade da necessidade de um amplificador. Esse tipo de microfone requer um pré-amplificador, e isso também pode dificultar no caso de transporte.  Se você quer algo mais prático,  você tem que procurar outra categoria. Se quer mais qualidade, tem mais tempo para preparar a sua transmissão ao vivo, então você pode optar por essa categoria de microfone.

Agora que você já sabe sobre os diferentes tipos de microfones, e quais são os cenários adequados para eles, eu recomendo, baseado na minha experiência, que você faça testes. Quanto mais testes você fizer, melhor você vai entender a respeito desses tipos de microfones.

Se você está preparando um evento, ou talvez algo que você vai transmitir ao vivo, antes de você fazer a transmissão, separe alguns dias para que você possa experimentar esses microfones. Converse com as pessoas que estarão apresentando, pergunte a elas quais as indicações dela, qual está mais habituado a utilizar e isso vai te ajudar também na sua escolha dos tipos de microfones.

Lembrando que você pode rever essas informações quantas vezes quiser, pelo blog ou canal do Youtube. Te vejo na próxima, tchau.